Coronoavírus - o que você precisa saber e como prevenir o contágio

O que é o Coronavírus?

A doença provocada pelo novo Coronavírus é denominada oficialmente como COVID-19, sigla em inglês para "coronavirus disease 2019" (doença por coronavírus 2019, na tradução). É um vírus que causa doença respiratória pelo agente coronavírus, com casos recentes registrados em várias partes do mundo. Quadro pode variar de leve a moderado, semelhante a uma gripe. Alguns casos podem ser mais graves, por exemplo, em pessoas que já possuem outras doenças. Nessas situaçōes, pode ocorrer síndrome respiratória aguda grave e complicações. Em casos extremos, pode levar à óbito.


Sintomas do coronavírus


Transmissão do coronavírus



Como evitar o contágio

  • Lave as mãos freqüentemente com água e sabão e use antisséptico de mãos à base de álcool gel 70%, principalmente após tossir ou espirrar, depois de cuidar de pessoas doentes, após ir ao banheiro e antes/depois de comer.

  •  Ao tossir e espirrar: 
     - Cubra a boca e o nariz com os braços ou lenço descartável. Evite usar as mãos. E se usar, lembre de lavar bem com água e sabão. 
     - Se usar um lenço, jogue-o fora imediatamente e lave as mãos. Use, preferencialmente, lenços descartáveis.

  • Evite ficar em contato próximo a pessoas com febre e tosse. Procure um serviço médico se apresentar sintomas como febre, tose e dificuldade de respirar.

  • No momento, não há recomendação para uso de máscaras para a população em geral. Quem estiver saudável não precisa se preocupar com isso. Mas todos devem sempre fazer a higienização das mãos com água e sabão ou álcool gel, e evitar contato com mucosas de nariz, boca e olhos. São cuidados simples, importantes  e que devem ser frequentes para prevenir doenças contagiosas.


IMPORTANTE

1. Quem esteve em países com casos confirmados da doença e apresentar sintomas suspeitos deve evitar o contato com outras pessoas, procurar um serviço médico imediatamente e seguir os cuidados recomendados.

2. Quem apresentar os sintomas deve procurar qualquer serviço de saúde. Para casos graves, a rede estadual de saúde preparou hospitais de referência na capital, interior ou litoral.

3. A notificação deve ser feita pelo serviço de saúde que atender o paciente em até 24 horas. A comunicação é feita pelas prefeituras ao Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde.


---

Fonte: http://www.saopaulo.sp.gov.br/