Como implantar a acessibilidade em piscinas

Uma piscina acessível é fundamental para que pessoas com deficiência física possam desfrutar de momentos de lazer de forma segura. Além do lazer, a prática de atividades na água é bastante recomendada para pessoas em reabilitação e idosos, e isso exige uma estrutura que facilite o acesso à piscina.

Tratam-se de adaptações simples, mas que fazem toda a diferença para quem tem dificuldades de locomoção. Confira abaixo como implantar a acessibilidade em uma piscina.

http://blogs.sapo.pt/cloud/thumb/010101c1c80c2f97b406684440d8c333/auren/2017/IMG_1186.JPG?size=l

1) Rampa de acesso

O ideal é instalar uma rampa que comece fora da piscina e vá até o fundo. Dessa forma, é possível entrar na água por conta própria em sua cadeira de rodas, e no caso dos idosos, eles entrar na piscina andando e aos poucos. O piso deve ser antiderrapante e é necessário ter corrimão dos dois lados.


2) Escada submersa

A escadas em concreto submersa permite a pessoa acessar aos poucos na água. O piso deve ter no mínimo 46 cm e a altura máxima de cada degrau deve ser de 20 cm. Assim a pessoa pode se sentar nos degraus, que servirão também de bancos.

http://inoxcenter.com.br/wp-content/uploads/2017/01/CA-008.jpg


3) Corrimãos e barras de apoio

Eles servem de apoio e é importantíssimo para a segurança de pessoas com deficiência física, idosos e crianças. Uma piscina precisa ter um corrimão de cada lado do acesso, com altura tripla de apoio com 45 cm, 70 cm e 92 cm e que se estenda a até 30 cm para fora da piscina. As barras de apoio devem ser instaladas ao longo da parede interna da piscina, na altura da água.

 

4) Acabamentos

As bordas e os degraus de acesso deverão ter um acabamento arredondado para evitar lesões. Além disso, o piso do entorno, das escadas e das rampas deverá ser antiderrapante. Isso é fundamental para evitar acidentes, não somente em pessoas com deficiência física, mas para a proteção de todos os banhistas.

 



5) Guinchos de transferência

Com o guincho de transferência Vollenz Piscina, fixo e com acionamento elétrico, a pessoa é colocada em um cesto e desce com segurança na água, simples, rápido e sem esforço para seu cuidador.

 

6) Plataformas elevatórias para piscinas

A plataforma elevatória submerge na piscina, indo até uma profundidade confortável. Oferece uma independência maior ao cadeirante, pois a pessoa tem autonomia para controlar o equipamento, sem precisar sair da cadeira de rodas.

 
Vale lembrar que todas essas adaptações devem respeitar uma norma específica de acessibilidade - norma 9050/04 da ABNT e da lei número 10.098. Consulte sempre um especialista.