https://vollenz.com/image/cache/catalog/blog/5_doencas_que_causam_paralisia_muscular_large-1170x600.jpg

5 doenças que causam paralisia muscular

 


Acidente Vascular Cerebral – AVC

O acidente vascular cerebral, ou derrame cerebral, ocorre quando há um entupimento ou o rompimento dos vasos que levam sangue ao cérebro provocando a paralisia da área cerebral que ficou sem circulação sanguínea adequada.

Os fatores de risco mais conhecidos para um AVC são a hipertensão, colesterol alto, sobrepeso e obesidade, tabaco e álcool, sedentarismo, idade avançada, histórico familiar e doenças cardiovasculares que influenciam no fluxo sanguíneo

Os danos ao cérebro podem resultar na alteração súbita da sensibilidade   e diminuição ou perda súbita da força na face ou membros de um lado do corpo, perda súbita de visão, alteração aguda da fala, dor de cabeça súbita e intensa sem causa aparente, e instabilidade, vertigem súbita intensa e desequilíbrio associado a náuseas ou vômitos.

Esclerose lateral amiotrófica - ELA

A Esclerose Lateral Amiotrófica é uma doença degenerativa do sistema nervoso, que acarreta paralisia motora progressiva, irreversível, de maneira limitante, sendo uma das mais temidas doenças conhecidas. Em cerca de 10% dos casos, a ELA é causada por um defeito genético. Nos demais casos, a causa é desconhecida.

Na ELA, os neurônios se desgastam ou morrem e já não conseguem mais mandar mensagens aos músculos. Isso finalmente gera enfraquecimento dos músculos, contrações involuntárias e incapacidade de mover os braços, as pernas e o corpo. A doença piora lentamente. Quando os músculos do peito param de trabalhar, fica muito difícil respirar por conta própria.

A ELA afeta aproximadamente cinco de cada 100 mil pessoas em todo o mundo.


Botulismo

Botulismo é uma doença neuroparalítica grave, não contagiosa. A bactéria causadora dessa condição pode entrar no organismo por meio de machucados ou pela ingestão de alimentos contaminados.

Ela afeta o controle motor e, por essa razão, pode levar a diversas complicações. Ela pode levar à insuficiência respiratória, que, no geral, é a forma mais comum de morte causada por botulismo.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), as toxinas de botulismo são algumas das substâncias mais letais conhecidas pela medicina.


Síndrome de Guillain-Barré

    A Síndrome de Guillain-Barré é uma doença autoimune inflamatória dos nervos e de suas porções próximas a suas origens junto a medula espinhal, caracterizada por quadro de fraqueza progressiva, podendo levar a insuficiência respiratória.

    A Síndrome de Guillain Barré é uma das doenças causadas pelo zika vírus, mas esta não é sua única causa. Ela pode ser caracterizada como problema neurológico que envolve os nervos periféricos das pernas e dos braços, normalmente secundário a uma infecção viral, bacteriana respiratória ou intestinal.

    O dano nervoso provocado pela doença provoca formigamento, fraqueza muscular e até mesmo paralisia.


     Poliomielite

      A Poliomielite é uma doença viral que pode afetar os nervos e levar à paralisia parcial ou total. Apesar de também ser chamada de paralisia infantil, a doença pode afetar tanto crianças quanto adultos.

      Ela é causada pela infecção do poliovírus, que se espalha por contato direto pessoa a pessoa e também por contato com muco, catarro ou fezes infectadas. Embora a poliomielite possa provocar paralisia e até mesmo a morte, a maioria das pessoas infectadas não fica doente e não manifesta sintomas, de modo que a doença passa muitas vezes despercebida.

      De acordo com o Ministério da Saúde, o último caso de poliomielite registrado no Brasil aconteceu em 1989. Atualmente, a cobertura vacinal brasileira contra pólio é acima dos 95% - considerada um exemplo para o restante do mundo.